Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Limping Mackerel

The Limping Mackerel

25
Mar20

Diferenças e tecnologias

Hoje, durante uma aula por vídeo conferência, a propósito de gastos e prioridades, o professor (ou será tutor) disse que nós alunos gastamos dinheiro em Ipads e Macs e Iphones, e que há outras coisas nas quais esse dinheiro podia ser melhor investido. No contexto da aula, ele tem razão e foi um comentário pertinente. Mas ri-me (com microfone desligado porque não sou um selvagem).

É verdade que a maior parte dos meus colegas têm Ipads, Macs e Iphones. É verdade que as raparigas seguem a última moda, com acessórios da Bimba e Lola (que aprendi a detestar não só por serem francamente feios como de qualidade rasca, e digo isto após lavar, remendar e passar a roupa dessa marca que a minha irmã adora), malas de Michael Kors (meninas, essas malas passaram de moda há 4 anos, no mínimo), e bijuteria da Tous (novamente, marca de qualidade rasca). É verdade que os rapazes têm perfumes de marca nas mochilas, camisas e pólos e casacos com logótipos reconhecíveis. É verdade que a maioria é vive assim, com luxos materiais. Mas não todos (como eu).

Isto é uma coisa muito patética de se dizer, mas sinto-me deslocado no meio de tantas pessoas para as quais bens materiais relativamente caros são coisas corriqueiras, e não coisas de luxo associadas a enorme culpa porque aquele dinheiro pode ser útil para pagar comida, contas, medicamentos, ou despesas inesperadas. Não me sinto muito há vontade a sair para jantar num restaurante onde vou comer comida francamente medíocre e pagar por um prato o que me daria para 2 semanas no supermercado (1 mês se estivesse em estado limite).

Se por um lado odeio consumismo e adoro minimalismo e frugalidade, por outro lado também quero pertencer, quero ser igual aos outros. Não quero ser o esquisito que ainda usa roupa do liceu e coisas em 2ª mão, não por serem vintage, mas porque estavam abandonadas em casa e suficientemente boas para serem usadas.

Ah, este testamento todo porque o meu portátil de 4 anos bloqueia com facilidade e as aulas de VC perdem a imagem a meio da aula. São pequenos atrasos, pequenos bloqueios, que se vão acumulando e irritam porque tenho os meus apontamentos, livros e slides das aulas todos guardados nesta batata. Tenho dinheiro para gastar num portátil novo, mas este ainda funciona e sinto-me culpado por comprar algo melhor quando tenho algo que ainda funciona.

É como os telemóveis. Comprei um smartphone porque todos os meus colegas tinham Whatsapp e Messenger para comunicarem entre si, e o meu pisa papeis era ainda a preto e branco. Mas esse pisa papeis ainda está em casa, e funciona para bem para o que foi feito. Simplesmente não o consigo deitar fora.

Ah, a rapidez com a tecnologia e a sociedade evoluem deixa para trás muitas ferramentas que funcionam bem, durante longo tempo, mas são simplesmente insuficientes para nos mantermos a par da sociedade. E se eu, nos meus trinta, já sinto isso, bem, nem quero imaginar os mais velhos, ainda mais resistentes à mudança.

Enfim, lavem as mãos, evitem sair da casa, mantenham distância em espaços públicos, não comprem bens de 1ª necessidade em excesso, e se gostam de notícias procurem por coisas não relaccionadas com a pandemia. Há muita coisa interessante a acontecer cá e lá fora que está simplesmente a ser ignorada pelos meios de comunicação.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D